Shopping

contato@futebolamadorpr.com.br
(41) 9667.0978

Links Úteis

Enquete

Newsletter

Cadastre-se e receba em seu email notícias exclusivas

Notícias - Curitibano revelado no Vila Hauer irá disputar Copa do Mundo

Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2017 às 09:17:12

Sem oportunidades na seleção brasileira, alguns jogadores optam por defender outros países na Copa do Mundo. E um desses casos é do zagueiro Thiago Cionek. Aos 31 anos, o curitibano defende a seleção da Polônia, pátria de seus bisavós, desde 2014, é um dos principais nomes do time comandado por Adam Nawalka e tem tudo para ser convocado para o Mundial da Rússia.

                     

HISTÓRICO

Thiago Cionek estreou na seleção polonesa, em amistoso contra a Alemanha, um mês antes da Copa do Mundo do Brasil. Na ocasião, o técnico iniciou um processo de reformulação na equipe e o zagueiro começou a conquistar seu espaço. “Minha estreia na seleção foi em 2014, na época que o atual treinador estava reformulando toda a equipe. Foi ali que começou o trabalho dele e me firmei na seleção a partir do primeiro jogo”, comentou, em entrevista à Banda B.

 

Desde então, foram 16 partidas e a realização do sonho de disputar a Eurocopa de 2016. De acordo com o zagueiro, o processo para se naturalizar começou em 2011 e teve uma ajuda da torcida do Jagiellonia Bialystok, seu clube na Polônia. “Eu joguei na Polônia de 2008 a 2012 e como tinha origem polonesa, através dos meus bisavós, comecei o processo para conseguir a cidadania. Estava bem difícil, mas a torcida do Jagiellonia sabia da minha busca e fizeram um abaixo assinado para agilizar o processo. Consegui o passaporte em 2010. Depois, vim jogar na Itália e tive a oportunidade de ser convocado em 2014”, comentou.

 

Após a reformulação, a Polônia conquistou resultados expressivos e foi uma das cabeças de chave da Copa do Mundo. Os poloneses estão no grupo H, ao lado de Colômbia, Senegal e Japão. O zagueiro revelou que o principal temor dos poloneses era encarar a Espanha logo na primeira fase e confia em uma boa participação do time europeu na Copa do Mundo. “Todo mundo estava temeroso para não pegar a Espanha logo de cara, mas é um grupo difícil. Tem a Colômbia, com nível muito alto, Senegal também tem jogadores que jogam em times de alto nível e o Japão dá muito trabalho. É Copa do Mundo e precisamos estar preparados”, disse.

 

“A gente não aguenta esperar e os seis meses serão longos para esperar. Eu sei como é a expectativa para a Copa do Mundo e fazer parte disso é maravilhoso. Eu já tive a oportunidade de disputar uma Eurocopa pela Polônia e nos últimos anos, demos grandes passos. É só ver pelo ranking que três anos eramos 75º e agora estamos em 6º. Com esses grandes resultados que conquistamos, aumentou a nossa expectativa. A nossa seleção é competitiva, com grandes jogadores e temos tudo para fazer uma boa Copa”, complementou o zagueiro.

 

Dependendo da classificação, a Polônia pode encarar o Brasil nas quartas de final e Cionek admitiu que será “estranho” enfrentar o país em que nasceu. “Tem que pensar jogo por jogo. É uma pergunta que não pode deixar de fazer por eu ter nascido no Brasil e torci em muitas Copas. Sei como é a Copa no Brasil, mas tenho sangue polonês também e quero retribuir tudo que a Polônia me proporcionou através do futebol. Se tivermos a oportunidade de enfrentar o Brasil, será algo único e estranho”, declarou.

 

 

COMEÇO NO AMADOR

O curitibano jogou em Curitiba apenas pelo Vila Hauer e foi convidado para jogar no Cuiabá, em 2005. No ano seguinte, ele jogou no G.D. Bragança, de Portugal, onde fez somente duas partidas e retornou ao Brasil para jogar no CRB. Em 2008, iniciou sua passagem pelo futebol polonês. Foram quatro temporadas e quase 100 partidas pelo Jagiellonia Bialystok. Em 2012, o zagueiro iniciou sua passagem pelo futebol italiano, com passagens por Padova e Modena, e atualmente joga no Palermo, clube da segunda divisão.

 

 

Fonte: Banda B


    Todos os direitos reservados - Futebol Amador PR - CGDW